quinta-feira, 12 de setembro de 2013

The Wind of Change..

Já começou a chuva pelas minhas terras e que saudades tinha dela!
O calor acaba por aborrecer-me um pouco, quando é em demasia. Felizmente já se faz sentir a chegada do Outono!
E não podia deixar de me lembrar que daqui a menos de um mês já não estou cá e isso aperta-me o coração. Sim, eu sei que vou ter trabalho, vou ser muito mais reconhecida do que por cá e vou ganhar muito mais. Mas ter a família longe faz com que tudo isto pareça uma tortura e não uma conquista.
Como têm me vindo a dizer, é uma questão de adaptação e tudo se consegue. E eu só acredito vendo.
O blog vai ser o meu diário, muito mais do que tem vindo a ser. Não se admirem de que este assunto da emigração e as saudades e o choro sejam tema constante cá pelo blog. Acho que vai ser uma das estratégias para lidar com todas estas mudanças.
Se alguém estiver a passar (ou já passou) pelo mesmo que eu, partilhem a vossa vivência se assim o quiserem.

Estou a contar com vocês..


7 comentários:

  1. Nis orimeiros tempos vai custar, mas depois habituas-te e com o skype falas com eles todos os dias :D

    ResponderEliminar
  2. As mudanças deixam-nos sempre ansiosas pela incerteza do desconhecido, mas são muitas vezes necessárias para evoluirmos :)
    Boa sorte!!

    ResponderEliminar
  3. Olá, estou como tu, e também me vou emigrar daqui precisamente um mês, tudo me aperta no peito, as saudades e saber que em breve estarei distante da minha família, mas como não há outra maneira em driblar o crescente desemprego na falta de oportunidades. Dão-me força. Vai ser como aquela canção do Sergio Coutinho "Hoje é o primeiro dia do resto da tua vida..." - ao menos não estarei só nesta lide dos blogues. Coragem.

    ResponderEliminar
  4. Alixa, vamos precisar de muita coragem e muita força. Para isso temos que nos agarrar às coisas boas como conseguir um emprego mais rápido do que conseguiriamos aqui, bem renumerado, conhecer um sítio novo com novas oportunidades, novas pessoas. E ao escrever isto penso "é tudo demasiado novo.. não é?". Mas o que tem que ser tem muita força, e isto tem que ser.
    Fui ao teu perfil e vi que não tens blog (ou não aparece lá) por isso tive que responder-te por aqui. Espero que vejas a minha resposta e, quem sabe, sigas o meu "exemplo" em partilhar esta nova aventura no mundo dos blogues. Se assim for, avisa-me! :D

    Beijinho Alixa, muita força!

    ResponderEliminar
  5. Olá! Meu nome é Rosana, sou de São Paulo/Brasil, e há uns meses venho visitando o teu Blog. Aqui cheguei após uma busca no Google por "enfermagem em Portugal" e li seu post sobre como a maioria das pessoas enxergam a profissão: acham que é só limpar cocô, sangue e seringas!Mas como você bem colocou, nada no mundo nos é mais grato do que sabermos que cuidamos de pessoas em um momento de fragilidade, quando sequer conseguem comer sozinhas ou até ir ao banheiro. Como não se emocionar ao ouvir um "Deus te abençoe", "obrigado por tudo" ?? Eu tenho 39 anos e trabalho desde os 14 (!), casei, tive uma filha - hoje com 12 anos - divorciei-me e eis-me aqui, cheia de sonhos e muita vontade de estudar Enfermagem. A família é a nossa base, nossa fortaleza, e a distância é complicado né?!Mas pense que ao menos, hoje, temos o Skype que mata um pouquinho da saudade, pois podemos ver e ouvir a quem tanto amamos. E não vamos à falência por isto! Há anos atrás, isto não seria possível...pense que você está ali, do lado - e é verdade! UK é pertinho de Portugal, dá pra vir visitar de vez em quando. Agora se você estivesse no Brasil, ESQUECE!!! O oceano como obstáculo e os preços das passagens aéreas são muito caras. Nada no mundo vai se comparar com essa experiência. Você está indo para longe de casa, vai falar outra língua, conviver com outros costumes, enfim, um cultura muito diferente da sua.Mas isto te enriquecerá como pessoa. Eu tenho me preparado, sentimental e financeiramente falando, para emigrar daqui a 6 anos. No meu caso é difícil, pois eu tenho uma mãe já velhinha e uma adolescente, que até lá, estará na Faculdade. Mas eu ouso SONHAR! Permita-se SONHAR, pois seus pais lutaram por você para que você tivesse escolha. Eles sonham o seu sonho!Medo? É sinal de que você sabe a diferença de SONHO e
    LOUCURA. Mas quem nunca fez uma loucura em busca de um sonho???? Te desejo sorte, força para vencer os desafios e perseverança para nunca desistir ante os obstáculos da vida!!!!Deus te acompanhe e proteja.Um abraço de alguém do outro lado Atlântico :D

    ResponderEliminar

 
{ Blog design by Tasnim }